terça-feira, 26 de maio de 2009

As dúvidas dos 20




As mulheres na casa dos 20 (e aqui agrego aquelas que vão dos 20 aos 29) estão na fase do descobrir, quando descobri esta verdade inabalável percebi que afinal as minhas incertezas estavam sustentadas por uma verdade inabalável os 20 é a fase da descoberta. Tenho neste momento 23, sendo que já cheiro os 24, mas grande parte das dúvidas permanecem, isto é , continua com uma dificuldade enorme em definir o meu propósito, e por propósito defino do que queremos fazer na nossa vida.

Acho que muitas de nós (também me englobo no pacote), definimo-nos através da nossa profissão, isto é, perguntam – te o que queres fazer da vida e a tua resposta vai de encontro à tua profissão, quero ser médica, designer, dentista, etc. Mas o que acontece quando nos “roubam” a nossa profissão, perdemos a nossa identidade?
Ora se não podemos definir o nosso futuro, segundo a nossa profissão, como é que definimos o nosso propósito, pelo estilo de vida que pretendemos ter? Pelas coisas que gostamos ou não de fazer?

Sendo assim como se define o propósito de cada pessoa é algo que sentimos no nosso interior?

A boa noticia é que esta falta de definição de futura e da nossa própria essência não afecta apenas as meninas/meninos na casa dos 20, o que é certo é que esta dúvida se estende pelos 30, 40 ou mesmo 50. Pois podemos simplesmente andar uma vida toda sem saber o que fazer?

Fica a questão será legitimo pensar que o nosso propósito ( e mais uma vez defino propósito sobre aquilo que queremos fazer na nossa vida) através da nossa situação profissional (e aqui englobo também os estudantes, pois passam pelo mesmo)?

4 comentários:

Patrícia disse...

Essas questões, na realidade dependem inteiramente da forma como encaramos a vida e de que maneira fazemos parte dela. Eu não me defino através da minha profissão. Sou uma pessoa realizada profissionalmente mas acima de tudo sou realizada em termos pessoais. Os meus amigos, colegas, família fazem de mim o que sou e isso sim é o meu propósito. Todos nós temos este propósito, apenas mtas das vezes não lhe damos o devido valor.

Estrelinha* disse...

Bem .. primeiro que tudo agradeço a visita ao meu blog :)
E depois de ter realmente pensado numa resposta às questões dos 20, senti.me frustrada xD
Eu n tenho muito mas a dizer. Tu tens jeito para a escrita, cativas. ENfim ..
Bjinho

Olhos Dourados disse...

Acho que andamos na descoberta a vida toda!

Bridge To Solace disse...

Costuma dizer-se que a àgua é mais calma onde o rio é mais profundo.

Tem calma, agora tudo parece virado de cabeça para baixo mas não o é daqui a uns tempos.

Eu com 26 ainda me sinto perdido por vezes, mas sei que o meu caminho passa por me perder.

E concordo com a Patricia, realização profissional VS pessoal, eu escolho a pessoal.

Bjocas*